segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Estatuto do FPM-PR

ESTATUTO DO FÓRUM PERMANENTE DE MÚSICA DO PARANÁ


CONSTITUIÇÃO SOCIAL
denominação, sede, duração, princípios

art. 1º Artigo 1º- O Fórum Permanente de Música do Paraná - FPM/PR, coletivo cultural, sem fins lucrativos, com sede na R., cidade de Curitiba, Paraná, tendo personalidade jurídica e patrimônio distintos de seu corpo de filiados, formado por músicos, arte educadores e produtores, integrantes da cadeia produtiva e criativa da música.


Art. 2º O prazo de duração do FPM/PR é indeterminado e, enquanto ativa, seus integrantes submetem-se ao presente estatuto.

Art. 3º Os membros do FPM/PR estão sujeitos e devem se reger pelos seus princípios formadores elencados no estatuto.

Art. 4º São Princípios e objetivos que norteiam a finalidade do FPM/PR são:

a) unir a classe musical paranaense para apresentação de propostas de políticas culturais ao poder público e à iniciativa privada;
b) representar a classe musical paranaense perante o poder público;
c) buscar a união de ONGS, associações, OSCIPS, Fundações, e quaisquer coletivos, ligados à música, para ampliar o debate sobre políticas públicas culturais;
d) desenvolver estudos sobre os temas pertinentes à música e políticas culturais para o seu desenvolvimento e engrandecimento;
e) colaborar como órgão técnico e consultivo no estudo e solução dos problemas ligados à música e o músico;
f) representar e interceder junto às autoridades competentes em questões ligadas ao interesse da comunidade Musical;
g) promover e estimular o desenvolvimento cultural da sociedade brasileira;
h) defender a diversidade e a pluralidade da arte e da cultura brasileira;
i) defender o correto e democrático uso dos recursos públicos a serem aplicados na arte e cultura em Curitiba, no Paraná e no Brasil;
j) Agir conjuntamente com Fóruns de Música de outros estados, bem como com o Fórum Nacional de Música, na persecução da integração dos músicos brasileiros, em prol de seus direitos e daqueles ligados à música.


Art. 5º - São princípios éticos que devem ser respeitados pelos membros do FPM/PR:

a) prestigiar e defender o FPM/PR, lutando por seu engrandecimento;
b) trabalhar em prol dos objetivos do FPM/PR, respeitando seus objetivos, princípios e causa, zelando por seu bom nome;
c) satisfazer pontualmente os compromissos que contraiu;
d) participar de todas as atividades, estreitando laços de solidariedade e fraternidade com as pessoas que simpatizam com a causa situacionista;
e) Não promover defesa de ideais políticos, partidários e religiosos;
e) jamais ferir o presente estatuto.

art. 6º - Os princípios do Fórum só poderão ser modificados, revogados, ou criados, mediante votação da proposta oferecida por um dos membros e aprovação por 2/3 da assembléia geral.



ORGANIZAÇÃO
Coordenação, membros, conselhos

Art. 7º - Os filiados do FPM/PR integrarão as seguintes categorias:

a - FUNDADORES: Todos aqueles que compareceram na Assembléia Geral de Fundação;
b - EFETIVOS: Todos aqueles devidamente cadastrados e em dia com suas obrigações, entrarem para o FPM/PR com a finalidade de participação atuante nos seus trabalhos.
d - BENEMÉRITOS: Beneméritos serão os que prestaram ou prestarem relevantes serviços ao FPM/PR ou mereçam menção honrosa por seu trabalho pela música brasileira. Os nomes deverão ser indicados pelos associados e aprovados pela Coordenação. Os Sócios Beneméritos são isentos do pagamento da anuidade. Entretanto poderão fazê-lo no montante e na periodicidade que lhes convier, comunicando à Coordenação que providenciará o recebimento.

Art. 8º - Candidatos a membros efetivos deverão ser indicados por membros fundadores ou enviarem proposta de filiação à coordenação executiva que decidirá sobre o pleito.

Art. 9º Os associados Fundadores e Efetivos pagarão no ato da filiação uma contribuição anual fixada pela Coordenação e aprovada pela Assembléia Geral.


Art. 10º - São deveres de todos os filiados;

a - Obedecer ao presente Estatuto e demais normas internas, que regulam o FPM/PR;
b - Prestigiar o FPM/PR, zelando pelo seu conceito e difundindo seus objetivos;
c - Acatar a resolução da Assembléia Geral e da Coordenação;
d - Desempenhar funções em setores ou cargos para os quais forem eleitos ou designados;
g - Não tomar decisões de assuntos pertinentes ao FPM/PR, nem se manifestar em nome deste, sem prévia autorização por escrito, da Coordenação;
h - Indenizar o Coletivo, por quaisquer prejuízos morais ou materiais, que eventualmente tenha ocasionado;
i - Cumprir, dentro do prazo, as contribuições pecuniárias e administrativas fixadas pela Coordenação ou pela Assembléia Geral;
j – Participar de Grupos de Trabalho (GT´s) e estudos específicos para contribuir com a melhoria das políticas culturais defendidas pelo FPM/PR

Art. 11º - São direitos dos associados:

I - Participar das Reuniões e assembléias do Fórum;
III - Votar nas Assembléias Gerais;
IV- Candidatar-se para cargos de coordenação;
V - Propor à Coordenação discussões de teses ou comunicações referentes a assuntos relevantes para a classe ou para a vida da entidade.
VI - Reclamar, por escrito, de qualquer resolução tomada pela Coordenação e/ou conselhos administrativos.
VII – Gozar de todos os benefícios colocados a sua disposição pelo Fórum.

Parágrafo único: são condições para que o filiado exerça o direito de voto, quer nas eleições, quer nas reuniões ordinárias da Assembléia Geral:

a) Estar no gozo de seus direitos e fazer-se representar na forma deste Estatuto.
b) Cada entidade filiada, para efeito de votação só terá direito a um voto, em qualquer hipótese.
c) As pessoas físicas filiadas (independentes/autoprodutores/individuais) terão direito a 20% do total de votos apurados relativamente ao quorum geral das entidades presentes à Assembléia devidamente constituída para deliberação.
d) O exercício do voto será exercido pelo preposto indicado pela entidade, ou por seu representante legal.



ÓRGÃOS DO FÓRUM

São órgãos do Fórum: a Assembléia Geral; a Coordenação e o Conselho Consultivo.

Da Coordenação

Art. 12º - A Coordenação é o órgão responsável pela administração da Fórum Permanente de Música do Paraná. O Fórum será administrado por uma Coordenação composta por seis membros efetivos, eleitos em Assembléia Geral, por votação nominal e aberta, assim relacionados: 1 (um) Coordenador Geral, 1 (um) coordenador adjunto, 1 (um) coordenador financeiro, 1(um) coordenador administrativo e 2(dois) coordenadores secretários.
Parágrafo Primeiro – A Assembléia Geral elegerá os seis membros da Coordenação, indicando claramente à quem caberá a Coordenação Geral do Fórum.

Art. 13º - Ao Coordenador Geral compete:
a) representar o Fórum perante em juízo ou fora dele, podendo delegar poderes;
b) convocar a Assembléia Geral para as reuniões ordinárias e extraordinárias;
c) administrar o Fórum e supervisionar todos os setores, em entendimento com os Coordenadores por eles responsáveis;
d) resolver os casos de caráter urgente dos quais prestará esclarecimentos, na primeira reunião da Coordenação;
e) ordenar as despesas, assinando os cheques e outros documentos para a boa gerencia da área financeira juntamente com o coordenador Financeiro, contratar funcionários e serviços.

Art. 14 º - Ao Coordenador Adjunto compete:
a) substituir o Coordenador Geral nos seus impedimentos;
b) organizar o departamento jurídico;
c) auxiliar o Coordenador Geral em suas tarefas.

Art. 15º - Ao Coordenador Secretário compete:
a) substituir o Coordenador Adjunto nos seus impedimentos;
b) organizar a Secretaria do Fórum;
c) coordenar os serviços da Secretaria, ter sob sua guarda os arquivos e livros da Associação, redigir e assinar a correspondência, inclusive atas das Assembléias Gerais, exceto a privativa do Coordenador Geral;
d) auxiliar o coordenador Geral e o coordenador Adjunto em suas tarefas.

Art. 16º - Ao coordenador Financeiro compete:
a) organizar e coordenar o setor financeiro do Fórum;
b) proceder à cobrança e recebimento das contribuições dos filiados;
c) manter sob sua guarda os valores do Fórum e junto com o Coordenador Geral abrir, movimentar contas bancárias e assinar cheques e outros documentos para a boa gerencia da área financeira;
d) organizar e zelar pelo patrimônio do Fórum;
e) preparar e apresentar à Assembléia Geral o balanço anual;
f) auxiliar ao Coordenador Geral e ao Executivo em suas tarefas.

Art. 17º – Ao Coordenador administrativo compete:
a) Organizar e coordenar o setor de Relações Institucionais do Fórum, mantendo atualizada uma biblioteca das leis, decretos regulamentadores e programas de fomento Municipais, Estaduais e Federais relativas à produção cultural;
b) Promover a articulação do Fórum junto a outros Fóruns, entidades e instituições cujo relacionamento e atuação conjunta seja considerada importante pela Coordenação ou pela Assembléia Geral.
c) Propor e promover ações que visem ao fortalecimento e consolidação institucional do Fórum junto a todos os poderes públicos e a sociedade em geral.
d) Propor e coordenar intercâmbios com instituições de ensino acadêmico, técnico e/ou artístico para aprimoramento e reciclagem de filiados ao Fórum;
e) auxiliar a coordenação no que se fizer necessário.

Art. 18º - O mandato da Coordenação do Fórum, será de um ano, permitida a recondução.

Art. 19º - A Coordenação reunir-se-á periodicamente para discutir assuntos sobre a organização e manutenção das atividades desenvolvidas no Coletivo.


Assembléia Geral

Art. 20º - O Assembléia Geral é o órgão soberano do FPM/PR.

Art. 21º - A Assembléia Geral, reunir-se-á sempre que convocada pelo presidente ou por 2/3 (dois terços) dos associados que estejam em efetivo gozo de seus direitos.

Art. 22º - - As reuniões requeridas pela maioria dos filiados não poderão ser negadas pela Coordenação que se obrigará a convocá-las dentro do prazo máximo de quinze dias contados da entrada do requerimento na secretaria do Fórum.

Art. 23º - Compete a Assembléia Geral;

I. Eleger a Coordenação e aprovar substituições e preenchimento de cargos em caso de vaga definitiva na sua constituição.
II. Aprovar o plano de atividades, estatuto e alterações que neste venham a ocorrer durante o desenvolvimento do trabalho do Fórum.
III. Aprovar as alterações no regimento interno que venham a ocorrer durante o desenvolvimento do trabalho do Fórum.
IV. Aprovar as contas do Fórum relativas ao período anterior.
V. Direcionar as atividades do Fórum definindo objetivos e apresentando diretrizes que nortearão a política de atuação da mesma.
VI. Constituir-se como instância máxima de deliberação do Fórum, inclusive quanto à sua dissolução.
VII. Definir todas as questões que a ela forem submetidas, por votação.

Art. 24º - A convocação para as Assembléias Gerais deve ser feita por correio eletrônico (e-mail), fax ou carta registrada, com antecedência mínima de 10 (dez) dias mencionando data, hora, local e pauta da reunirão aos associados.




PATRIMÔNIO E RECURSOS DE MANUTENÇÃO

Art. 25º - Os recursos para manutenção do FPM/PR serão advindos da realização de eventos artísticos e culturais, pela prestação de serviços a terceiros, por doações de quaisquer natureza e pela receita das mensalidades cobradas dos associados.

Art. 26º - O patrimônio será constituído por todos os bens móveis e imóveis, legados, doações e subvenções de pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado, nacionais, internacionais, estrangeiras ou paraestatais e subsídios em geral.

Parágrafo 1º - O patrimônio e a receita do Fórum só poderão ser aplicados na consecução de seus objetivos.
Parágrafo 2º - O FPM/PR não distribui aos seus sócios lucros, bonificações ou vantagens de quaisquer espécies.
Parágrafo 3º - Em caso de dissolução poderão os associados receber em restituição, atualizado o respectivo valor, as contribuições que tiverem prestado ao patrimônio do Fórum; em havendo bens remanescentes estes serão doados a instituições de caridade a critério da assembléia geral.
Parágrafo 4º – Os sócios não respondem subsidiariamente pelas obrigações assumidas pelo Fórum.



PENALIDADES

Art. 27º - todos os membros do FPM/PR estão sujeitos as penalidades no caso de:

a) descumprimento do estatuto em quaisquer de seus artigos;
b) não realização das obrigações assumidas ou designadas;
c) não comparecimento reiterado às reuniões convocadas;
d) não pagamento das obrigações pecuniárias.

Art. 28º - Poderão ser aplicadas as seguintes penas

a) censura por 10, 30 ou 60 dias – o membro não terá poder de opinião e voto;
b) suspensão por 10, 30 ou 60 dias - o membro não poderá participar das reuniões;
c) pecuniária – havendo prejuízo comprovado de culpa exclusiva de um ou mais membros este(s) responde(m) pelos danos matérias causados;
d) expulsão – no caso de um ou mais membros transgredirem o estatuto, gerando prejuízos materiais e/ou morais para o FPM/PR, sendo reincidente em penalidades anteriores, poderão os demais membros expulsá-lo da organização mediante aprovação de 2/3 da assembléia geral.

Parágrafo primeiro: as penas de censura e suspensão e expulsão poderão ser cumuladas com as penas pecuniárias.

Parágrafo segundo: todas as penas, exceto a de expulsão, deverão ser aplicadas se aprovadas as denúncias, encaminhadas por escrito, por unanimidade da coordenação.

Parágrafo terceiro: a pena de expulsão só ocorrerá se houver aprovação da denúncia por 2/3 da assembléia geral.

Art. 29º – A readmissão do sócio se dará pelos seguintes critérios:

Parágrafo 1º - Sócio desligado por falta de pagamento – se dará após o pagamento corrigido dos débitos deixados e do pagamento da multa de 25% da anuidade vigente.

Parágrafo 2º - Sócio desligado por outros prejuízos – se dará após o ressarcimento do prejuízo com as devidas correções, a partir daí o caso será encaminhado à coordenação e à assembléia para aprovarem seu retorno.

Art. 30º - o valor das penas pecuniárias será decidido pela coordenação, salvo se houver disposição normativa do próprio Fórum que estabeleça valores fixos.

Art. 31º - As penalidades previstas nos artigos anteriores e outras que forem disciplinadas posteriormente serão impostas pela Coordenação, devendo sua aplicação ser posterior à audiência do associado ao qual serão assegurados os devidos meios de defesa.


DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS

Art. 32º - Por medida de exceção, a primeira coordenação, eleita na fundação, se dirá provisória e será submetida a um plebiscito entre os sócios ao final do primeiro ano para saber se completa o primeiro mandato de dois anos ou se convoca eleições, quando poderá concorrer a um segundo mandato de dois anos.

Parágrafo único: A coordenação provisória será formada por três integrantes que tomarão decisões em conjunto, com se presidentes e vice presidentes fossem, assumindo conjuntamente os cargos diretivos de secretários, coordenador financeiro e coordenador administrativo

Art. 33º - O presente estatuto poderá ser modificado a qualquer tempo nos termos da lei.

Art. 34º - Todos os documentos que obrigarem financeiramente o Fórum deverão conter as assinaturas do Presidente e do Coordenador-Financeiro.

Art. 35º - Os casos omissos serão resolvidos pela Coordenação.


Curitiba, 06 de outubro de 2010.





Getúlio Guerra
Coordenador 1º
Secretário

Fernando Tupan
Coordenador 2º
Secretário

André A. Wlodarczyk
Coordenador
Presidente

2 comentários:

PRISCILA SANTOS disse...

Grande força aos músicos!

Gostei do Estatuto.

Aproveito pra desejar feliz dia do músico!!!

Beijo Priscila

Diego Ferreira Nunes disse...

Olá!
Descobri uma forma de deixar seu blog na primeira página do google, acesse http://www.dinheiro-ganhar.net/2012/09/seu-blog-na-primeira-pagina-do-google.html e recomende o nosso grupo a outros blogueiros, quanto mais pessoas participar melhor vai ser o resultado para todos. Abraço!
Vejo você na primeira página.